Aumento da Asma Autismo Alergias Deficit de Atenção e Hiperatividade
Home / Crianças / Aumento Alarmante de Asma, Autismo, Alergias, Deficit de Atenção e Hiperatividade Nas Crianças

Aumento Alarmante de Asma, Autismo, Alergias, Deficit de Atenção e Hiperatividade Nas Crianças

Epidemia de Asma, Autismo, Alergias, Deficit de Atenção e Hiperatividade Deve de Ser Começada a Levar a Sério.

Desde 1990 o número de crianças com:

  • Asma aumentou 300%
  • Autismo aumentou 1500%
  • Alergias aumentou 400%
  • Deficit de Atenção e Hiperatividade aumentou 400%

Ainda assim, existe um aspeto positivo nesta situação.

Se mais crianças estão a ser diagnosticadas, significa, que em princípio, irão receber o tratamento certo e que muitas delas irão ter uma vida melhor.

Quais as Causas do Aumento de Casos de Asma, Autismo, Alergias, Deficit de Atenção e Hiperatividade?

Em termos gerais são o ritmo e o estilo de vida atuais.

Acredito sinceramente que a nossa obsessão pela optimização dos processos e maximização dos lucros seja a principais responsável.

Antes de mais gostaria de dizer-lhe que não sou um hippie anti-capitalismo.Sou tão consumista e dependente da tecnologia como o meu vizinho do lado.

Em termos mais específicos as causas do Aumento de Casos de Asma, Autismo, Alergias, Deficit de Atenção e Hiperatividade são:

  1. Estilo de vida frenético e stressante – Durante a gravidez, se a mulher tiver uma vida stressante ou sofrer um episódio psicologicamente traumático, o seu organismo vai libertar hormonas que irão agredir o ADN e por consequência afetar o normal desenvolvimento do cérebro e do sistema imunitário.
  2. Partos Prematuros – Os partos prematuros aumentaram cerca de 25% desde 1990. Se um recém nascido com 9 meses está extremamente vulnerável aos fatores ambientais agressores como químicos no ar, na água e na comida, imagine um bebé com apenas 7 ou 8 meses.
  3. Ar, Água e Comida contaminados com químicos extremamente prejudiciais ao organismo – Estes químicos vão agredir o ADN que irá produzir genes com mutações que por sua vez irão produzir células e neurónios “defeituosos” causadores dos sintomas da Asma, Autismo, Alergias e Hiperatividade.
  4. Má alimentação – O estilo de vida atual obriga-nos a consumir “fast food” e comida processada embalada e congelada. Todo este tipo de comida tem muito poucos nutrientes e estão cheios de açúcar, corantes e conservantes. Os conservantes e principalmente os corantes são uma das principais causas da Asma, Autismo, Alergias e Hiperatividade.
  5. A carne, o peixe, os legumes, as frutas e os cereais já não têm nem metade dos nutrientes imprescindíveis ao normal desenvolvimento do cérebro e dum sistema imunitário resistente, que tinham à 50 anos atrás. Em vez disso estão sobrecarregados com hormonas, antibióticos, adubos, pesticidas, metais pesados e todo o tipo de químico que possa ajudar no seu crescimento/desenvolvimento mais rápido.
  6. As crianças não praticam exercício físico que é essencial ao desenvolvimento saudável do cérebro e sistema imunitário. Existe uma relação interdependente entre o cérebro e o corpo. O cérebro precisa de movimento e exercício físico para se desenvolver. O melhor exemplo é o tratamento de um AVC. Basicamente um AVC danifica uma parte do cérebro e o tratamento é a fisioterapia. A fisioterapia não é mais do que uma série de exercícios físicos específicos para recuperar e voltar a desenvolver a zona do cérebro afetada pelo AVC.
  7. Aumento do uso de aparelhos electrónicos por parte das crianças. O uso prolongado e continuado de consolas de jogos e a grande quantidade de horas passadas a ver televisão ajudam o cérebro a tornar-se mais preguiçoso e ineficiente. O cérebro está apenas a ser entretido e não precisa de utilizar o seu poder de raciocínio.
  8. Isolamento social porque as crianças já não vão brincar com os amigos para a rua e passam o tempo livre em casa a ver televisão ou a jogar nas consolas.

Mas deixo aqui uma ressalva porque existem jogos específicos que ajudam no aumento da concentração e poder de raciocínio desde que utilizados com essa intenção e sobe supervisão.

O Que Fazer Para Diminuir as Probabilidades do Seu Filho Vir a Ter Alguma Destas Condições

  • Se estiver a pensar ter um filho ou se já estiver grávida – Comece a cuidar de si, alimente-se bem, pratique exercício físico regularmente e reduza ao máximo o stress na sua vida
  • Vá passear a locais com ar puro – Comece a fazer passeios regulares a locais com ar puro como o campo, jardins ou praias de mar aberto pelo menos 2 vezes por semana
  • Consuma alimentos inteiros e de preferência orgânicos – Fuja de refeições pré-confecionadas, fast food, doces, e refrigerantes carregados de conservantes, corantes, hormonas, antibióticos e químicos
  • Reduza as horas de televisão, consolas de jogos e computador e
  • Incentive o seu filho a praticar mais desporto, brincar ao ar livre e a contatar mais com a natureza
  • Incentive o seu filho a ser mais social, a fazer amigos e manter essas amizades

Gostaria de Saber o Que Pensa, Qual a Sua Opinião.

Deixe Por Favor o Seu Comentário.

Obrigado

Similar Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *