Como Ser Bem Sucedida Mesmo Com Deficit De Atenção E Hiperatividade
Home / Adultos / Como Ser Bem Sucedido/a Mesmo Com Deficit de Atenção e Hiperatividade

Como Ser Bem Sucedido/a Mesmo Com Deficit de Atenção e Hiperatividade

Quando estava a criar o meu filho com Deficit de Atenção e Hiperatividade, continuei a pensar que as coisas seriam melhores amanhã.

Se eu soubesse então o que sei agora – que esta viagem com a PHDA continua e continua e continua – teria desenvolvido alguns recursos e estratégias diferentes.

Eu teria ajustado a minha mentalidade a longo prazo e não apenas a de passar aquele dia ou semana.

Ajudar os indivíduos a aprender a gerir e a prosperar com o Deficit de Atenção e Hiperatividade tem sido o trabalho da minha vida.

Ao longo dos anos, tenho me esforçado para oferecer estratégias tangíveis, razoáveis e práticas para a vida diária.

Portanto, se você costuma chegar atrasado, se sente cansado antes do café da manhã ou se luta para criar relacionamentos significativos, continue a ler para saber das “melhores” estratégias,  concebidas com a ajuda dos meus clientes ao longo de 30 anos.

Prepare-se para o sucesso com o Deficit de Atenção e Hiperatividade

#1. Celebrar o progresso, não a perfeição. Todos nós erramos de vez em quando, mas enquanto você estiver a progredir em direção aos seus objetivos, eu o encorajo a considerar os seus esforços já uma vitória. Seja gentil consigo mesmo sobre as falhas e orgulhe-se de qualquer evolução.

Aqui está um exemplo: há vários anos, o meu filho foi a uma festa de casamento do seu irmão mais velho.

Viajando sozinho pela primeira vez, ele chegou ao aeroporto, fez o vôo e as ligações corretas.

Ele conseguiu fazer bem todas aquelas deslocações, mas quando se foi vestir, percebeu que suas calças ficaram esquecidas em casa.

Ele tinha a camisa, cinto, meias e sapatos – mas devido às suas medidas especiais,  e de ter pernas de tamanho atlético, a sua única escolha foi usar um par de jeans rasgado na festa de casamento!

Algumas pessoas foram críticas quando o viram.

O que eles não viram foi que ele tinha feito tantos passos corretamente.

No entanto, ninguém reparou em nenhum deles, apenas viram o único passo em falso.

O não reconhecimento do progresso pode ser desmoralizante para as pessoas com Deficit de Atenção e Hiperatividade.

Portanto, esteja atento às oportunidades para fazer isto por si e pelos seus filhos.

#2. Valorize o poder do louvor. As pessoas com Deficit de Atenção e Hiperatividade podem ser altamente suscetíveis à baixa auto-estima, em parte porque ouvem críticas durante todo o dia por parte de professores, pais e até de si próprios. Se o seu filho tem Deficit de Atenção e Hiperatividade, encontre oportunidades para lembrá-lo dos seus sucessos ao longo do caminho. O elogio é uma forma de partilhar o amor e construir a auto-estima.

#3. Silencie a crítica (interna). Muitos dos meus clientes realmente bateram em si mesmos. Eles dizem a si próprios coisas como: “eu não sou bom nisto e não posso fazer isso e estraguei tudo, mais uma vez..” São necessários cerca de sete comentários positivos para neutralizar um comentário negativo. É importante monitorizar este diálogo interior e permitir que se celebre o bem.

#4. Encontre a sua gente. A verdade: relacione-se com pessoas que gostem de si e o compreendam e naturalmente irá sentir-se fortalecido e confortável consigo próprio. Procure grupos de apoio no Facebook. Esses tipos de grupos são lugares seguros, lugares onde você pode relaxar e ser você mesmo entre pessoas que realmente conseguem compreendê-lo e não ficarão ofendidas quando você diz algo inapropriado ou quando você se sente mal.

#5. Alimenta a tua mente. O Deficit de Atenção e Hiperatividade não é algo novo. Especialistas, líderes de pensamento e investigadores têm pensado e escrito sobre isso desde há muito tempo. Para obter as melhores informações, mantenha-se fiel aos grupos nacionais, agências governamentais e sites respeitáveis. Muitos dos desafios com os quais você está a lutar já foram resolvidos por outros antes de si. Tire um tempo para ver a grande variedade de ideias que existem por aí e antes de começar com a mente “em branco”.

#6. Reconhecer quando você precisa de um novo especialista. Ninguém conquista a Deficit de Atenção e Hiperatividade isoladamente e poucas pessoas encontram soluções que durem uma vida inteira. Quer precise de um médico – para ajustar ou prescrever medicamentos – ou de um psiquiatra para tratar de outras questões que possam estar relacionadas com o seu Deficit de Atenção e Hiperatividade, não se esqueça de encontrar um profissional que compreenda a forma como o cérebro do Deficit de Atenção e Hiperatividade funciona. Psicólogos e professores especializados em Deficit de Atenção e Hiperatividade podem ser maravilhosos a ajudá-lo com estratégias comportamentais, tácticas de formação de pais e outros tipos de apoio. A organização de especialistas e professores pode ajudá-lo a entrar no caminho certo em casa ou no trabalho.

Muitos dos meus clientes adiam obter ajuda adicional porque pensam que isso significa ter anos de aconselhamento dispendioso.

É importante perceber que às vezes são necessárias apenas algumas reuniões para progredir com o especialista certo.

Às vezes você também pode precisar de mudar o seu especialista.

Se você não se sente confortável ou não está fazendo progressos razoáveis, talvez seja hora de encontrar um outro especialista para ver se você está em melhor forma.

#7. Tire o tempo necessário para tomar os seus medicamentos corretamente. Muitos dos meus clientes dizem-me que tentaram a medicação para Deficit de Atenção e Hiperatividade e que não funcionou. Uma ou duas experiências decepcionantes não significa que a medicação não funcione para si. É preciso tempo e paciência para deixar atuar adequadamente o medicamento, o que pode também significar aumentar a dose para ver o que acontece ou experimentar um medicamento diferente. Muitas pessoas mudam de medicamente muito rapidamente nesta fase do processo. Por favor, invista tempo e energia neste processo para que você não desista muito cedo.

Quer Receber Notícias, Dicas & Estratégias Sobre o Deficit de Atenção e/ou Hiperatividade?

Ajuda Para Aprender a Lidar Com o Deficit de Atenção e a Hiperatividade

Para aqueles que andam sempre atrasados

#8. Redefinir o ‘a horas’...’ Não é preciso muito para chegar atrasado se você apontar para a hora exata do seu compromisso. Se o jantar for às 6 e o seu objetivo for as 6, chegará atrasado se houver trânsito ou um problema inesperado com o estacionamento. Eu recomendo o estabelecimento de uma espaço de tempo de 8 minutos ½ para ajudá-lo a chegar a tempo. A razão pela qual sugiro 8 ½ minutos em vez de arredondar para 10 minutos é intencional. Acontece que os meus clientes tendem a ignorar o espaço de tempo de 10 minutos; por alguma razão, usar um número ímpar funciona melhor!

#9. Seja realista sobre o tempo que as tarefas realmente levam. Muitas pessoas com Deficit de Atenção e Hiperatividade são péssimos estimadores de tempo. Se você se atrasa frequentemente pela manhã, considere o tempo de tomar banho e de se vestir . Muitas pessoas estimam 10 minutos, mas na verdade pode levar o dobro desse tempo para a maioria. Da próxima vez que você se propuser a construir um plano, cronometre os componentes desse plano para que você esteja a trabalhar com informações precisas.

#10. Use o planeamento regressivo. Comece com seu objetivo final e trabalhe para trás. A cozinhar um assado? Se a receita lhe disser que vai demorar 3 horas, conte a partir do momento em que pretende servir o jantar e voilá, saberá quando iniciar o seu forno. Não se esqueça também de tomar em consideração outras medidas como retirar o assado, temperá-lo, colocá-lo na panela, encontrar a panela, pré-aquecer o forno, etc. O córtex pré-frontal no cérebro de uma pessoa com Deficit de Atenção e Hiperatividade frequentemente luta com este tipo de detalhe organizado; estabelecer sistemas codificados pode ajudar a controlar o seu cérebro e reduzir o risco de erros.

#11. Compreender o Custo Social de chegar atrasado. Sim, é má educação chegar tarde. Não chegar a horas também é muitas vezes visto como um ato irreflectido, egoísta e inconveniente para os outros. As pessoas podem estar à sua espera para comer ou jogar um jogo; os seus filhos podem estar à espera para ir a uma atividade. Muitas pessoas com Deficit de Atenção e Hiperatividade não percebem como o seu atraso afeta a vida dos outros. O atraso traduz-se numa falta de cuidado e respeito. Quando você está atrasado, a outra pessoa pode sentir que você não valoriza o seu tempo ou a eles. Como resultado, as relações sofrem com isso.

Menos stress em casa

#12. Criar uma base doméstica. Criar um espaço para abrigar todas as suas coisas importantes é crucial. Algumas pessoas chamam-lhes plataformas de lançamento – um balcão ou um canto perto da porta onde pode colocar um cesto para recolher o seu telemóvel, carregador de computador, carteira e chaves do carro. Tenha o hábito de deixar esses objetos num local certo e você terá menos probabilidade de os perder. (Muitos dos meus clientes também se regem pelo sistema Tile, o que ajuda a poupar tempo e frustração quando se esquecem de usar a sua rampa de lançamento).

#13. Suavizar as rugas do curativo. A hipersensibilidade é comum entre adultos e crianças com Deficit de Atenção e Hiperatividade. Pequenas coisas como etiquetas nas camisas que provocam comichão ou costuras nas meias podem facilmente desencadear uma birra matinal. Tente comprar camisas sem etiquetas e meias sem costura, que são cada vez mais comuns hoje em dia. O tipo de tecido também pode ser um problema para alguns. Use peças de roupa que sejam confortáveis.

#14. Escolha a sua roupa para uma semana. Para as pessoas com Deficit de Atenção e Hiperatividade, colocar de lado meia dúzia de roupas é às vezes mais fácil do que escolher apenas uma. Recomendo usar cestos de roupa ou de camisolas, que lhe permitem guardar várias roupas inteiras dobradas e prontas a usar. Desta forma você está escolhendo entre 6 a 10 roupas e não o número infinito disponível nas suas gavetas e armário.

#15. Organize os seus armários. Apps como Closet, Smart Closet, Outfit Planner e Get Wardrobe podem realmente ajudá-lo a organizar  as suas roupas. Pode ser o segredo para ganhar um tempo precioso pela manhã. Use estes aplicativos para tirar fotos de suas roupas e criar combinações virtuais ou verificar o que já usou anteriormente. Não usa uma peça há um ano? Lave-a.

#16. Liberte a sua lavandaria. Odeias separar a roupa? Os Catchers coloridos são vendidos no corredor da lavandaria na maioria das mercearias e põem fim à tarefa de ter de lavar roupa colorida separadamente da roupa branca. Eles trabalham apanhando o corante na água para que as roupas mais leves não sejam estragadas por cores brilhantes que libertam quando lavadas. Chega de arrumação!

#17. Roupa em cestos , não em gavetas. Muitos dos meus clientes detestam roupas dobradas e guardadas, por isso sugiro o uso de um sistema de cestos de roupa  – um para roupas limpas e outro para as sujas. Se o seu filho lutar para guardar a roupa, pergunte a si mesmo se a batalha vale a pena e considere simplificar.

#18. Permitir o jantar ao pequeno-almoço. Se você ou o seu filho não tiverem fome para comer ovos ou cereais pela manhã, sugiro que comam os restos do jantar – talvez até pizza. Tomar o pequeno almoço é importante – especialmente para aqueles que estão tomando medicamentos para Deficit de Atenção e Hiperatividade – mas ninguém disse que a comida tradicional do “café da manhã” é a única opção. Mantenha itens como barras, frutas e frutos secos preparados para qualquer eventualidade.

#19. Acabe com a luta com o papel. Tive uma cliente que resolveu os seus problemas de papel digitalizando contas e outros papéis importantes no seu computador para evitar perdê-los. Você também pode tirar uma foto com o seu telefone para servir como cópia de segurança. Mas se você já acumulou uma quantidade enorme, sugiro contratar um profissional ou encontrar um garoto ou amigo da escola para ajudá-lo a organizar essa papelada e criar um sistema para usar no futuro. Os serviços comerciais podem ser uma estratégia a longo prazo. Por exemplo, se você gosta de cozinhar, considere trocar os seus talentos pelos deles.

#20. Encontrar duplas de trabalho. Se o seu filho resiste ao trabalho de casa, peça a alguém que se sente com ele enquanto o faz. Por exemplo, as crianças às vezes descobrem que trabalhar na cozinha enquanto um dos pais está a fazer o jantar ajuda a mantê-los responsáveis. Tenho clientes que usam animais de estimação da família como pares de trabalho. Isto também é verdade para os adultos no local de trabalho. Você pode descobrir que trabalhar com outras pessoas próximas ajuda a mantê-lo orientado para a tarefa em questão.

#21. Rasgar a fonte das lamúrias. As pessoas choram quando têm medo de fazer alguma coisa. Para parar a choradeira, encontre a fonte desse pavor analisando a conversa de quem chora. Ele pode dizer: “.Eu não quero fazer isso.“, por isso pergunte ao seu filho o que há de difícil na tarefa de forma a obter uma visão da negatividade da sua cabeça e ideias para poder falar com ele sobre isso. Ou tente fazer um jogo para terminar a tarefa dizendo algo como: “vamos ver se consegues acabar estes problemas de matemática em menos de 15 minutos..”

#22. Saltar da cama. Alguns relógios de alarme realmente criativos disponíveis hoje em dia saltam e rolam para fora da mesa. Você tem que sair da cama e “pegar” o relógio para silenciá-lo. Alguns acham isto eficaz. Outros preferem colocar um despertador do outro lado do quarto o que também requer que o seu dorminhoco se levante.

Seja a melhor versão de si

#23. Faça uma pergunta de acompanhamento. Ao trabalhar para formar conexões sociais e fazer perguntas demonstra que você está ouvindo. Diga: “Estou interessado em ti. Estou interessado na tua vida...” Esta é talvez a maneira mais fácil de se ligar com outra pessoa, mas muitas pessoas com Deficit de Atenção e Hiperatividade não o fazem. Em vez disso, eles falam numa pessoa – estilo monólogo – em vez de falar com uma pessoa, estilo diálogo. Na sua próxima conversa, desafie-se a ouvir atentamente e a fazer duas perguntas relacionadas com o que a outra pessoa lhe disse – sem lhe trazer a conversa até si.

Quando o meu filho era pequeno, descobri que o medo impedia-o de fazer certas perguntas.

Ele estava com tanto medo de esquecer o que queria dizer, que só ia desabafar o que estava na sua mente.

Como motivação, nós encorajámo-lo a fazer uma pergunta primeiro para que ele pudesse tirá-la do caminho e depois ser livre para conversar livremente.

#24. Combate o Tédio com Exercício. Tanto John Ratey, M.D., como Daniel Amen, M.D., escreveram extensivamente sobre o impacto positivo do exercício nas partes funcionais executivas do cérebro. O exercício também o cansa e ajuda a dormir, segredo também para a saúde do cérebro. Ao longo dos anos, descobri que muitos clientes têm melhor desempenho logo após o exercício, por isso aconselho-os a enfrentar uma tarefa que não gostem logo após uma corrida ou treino no ginásio.

Também recomendo frequentemente um vídeo de 5 minutos no YouTube chamado BrainGym.

É uma série de movimentos destinados a reativar o cérebro quando este está cansado ou aborrecido.

O vídeo começa com uma massagem energizante que você se dá esticando uma mão através da clavícula e pressionando a outra mão no abdômen.

É seguido por uma série de movimentos simples que cruzam a mediana (a linha imaginária pelo meio do corpo) como tocar a orelha esquerda com o braço direito ou bater o cotovelo esquerdo no joelho direito.

As pausas frequentes e a audição de música também podem ser tremendas motivações.

#25. Bloqueie o Ruído. A sensibilidade ao ruído é um problema para muitos indivíduos com Deficit de Atenção e Hiperatividade. Os fones de ouvido que produzem barulho podem ser uma mudança no jogo. Eu também recomendo alguns aplicativos de cancelamento muito bem idealizados para limitar a distractibilidade. O Freedom App pode ser usado no computador ou no telemóvel para bloquear várias plataformas de redes sociais durante diferentes períodos de tempo. Outro aplicativo chamado focus@will tem ajudado muitos dos meus clientes. Foi concebido por neurologistas para melhorar a concentração, aprendizagem e retenção através de faixas musicais especiais.

Similar Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *